Minutos depois de concluir uma seletiva para a São Silvestre em primeiro lugar, Johnatas de Oliveira Cruz, de 26 anos, explica seus segredos para manter um pace na casa dos 3 min/km nas provas que disputa. Enquanto ajeita a viseira e o número de peito, ele conta que a alta rodagem do dia a dia é fundamental para lhe garantir tempos rápidos.

Embora as roupas e o discurso sejam semelhantes ao de um corredor profissional, Johnatas não se dedica exclusivamente ao esporte. A alta rodagem do dia a dia vem dos mais de 10 quilômetros que ele percorre diariamente na zona leste de São Paulo e faz parte do ofício que assegura os R$ 1.381,46 de seu sustento: coletor da EcoUrbis, uma das duas empresas que recolhem lixo na capital paulista.

Johnatas foi o mais rápido entre os 50 coletores que, na ensolarada manhã do dia 17 de setembro, participaram da Corrida EcoUrbis 2017, uma seletiva da empresa para decidir quais seriam os 19 coletores que teriam as inscrições pagas na São Silvestre. Coletor há cinco anos, o mineiro era um dos mais jovens na seletiva e, assim como os companheiros, relaciona sua função na EcoUrbis ao sucesso na corrida.

Eu me dedico ao atletismo. Treino todos os dias. E este trabalho me ajuda bastante. Para ser atleta, entra o trabalho de treino e de fortalecimento na academia. É aí que somos auxiliados pela coleta. Carregar um certo volume de peso todos os dias acaba ajudando. Diz Johnatas.

Para ver as histórias dos demais coletores-corredores, acesse o site https://www.ativo.com

Anúncios