Sabemos que a “bebida dos deuses” é cercada de inúmeros rituais, muitos deles cheios de etiquetas, mas para você se sair bem quando for almoçar ou jantar, seja a negócios ou com a(s) pessoa(s) amada(s) é que trouxemos abaixo algumas sugestões de como se comportar diante da garrafa de líquido precioso.

  1. O que fazer quando a garrafa é mostrada?

Cheque o rótulo e verifique se aquele é mesmo o vinho que foi pedido. Certifique-se da safra também.

  1. O que fazer quando a rolha é colocada na mesa?

A rolha é colocada na mesa para que o cliente verifique seu estado. Uma rolha rachada de cima a baixo, por exemplo, pode ter deixado o ar entrar na garrafa, oxidando-o.

  1. O que fazer quando um pouquinho de vinho é servido na taça?

Espera-se que provemos o vinho e o aprovemos, dizendo se ele está bom ou não. Caso ele esteja ruim, será trocado. Mas atenção: só vale para quando não está bom e não por não ser do seu agrado.

  1. E como podemos dizer se o vinho está bom?

Primeiro erguemos a taça contra a luz para verificar se há algum corpo estranho. Observe, no entanto, que borras, cristais e CO2 não contam como problema.

Depois, sem agitar a taça, aproximamos o nariz do copo e buscamos um cheiro ruim, que pode ser mofado, avinagrado ou oxidado (o que não vale para alguns tipos de vinho, pois é uma de suas características).

É importante não dar aquele giro do vinho na taça, pois os aromas poderiam se confundir com os ruins, dificultando a percepção.

Caso tenha dúvida, espere alguns minutos e veja se ficou mais nítido, mas sempre podemos nos certificar colocando-o na boca e provando-o. Se estiver bom, peça para servir.

O correto é encher um terço da taça para vinhos e dois terços para espumantes.

  1. Como segurar a taça de vinho?

Segure a taça sempre pela haste ou base. Nunca pelo corpo, pois pode alterar a temperatura do vinho.

  1. Como degustar?

Fique tranquila(o). Descubra o seu gosto pessoal nesse universo complexo de aromas, sabores e sensações.

E lembre-se sempre que o gosto é seu e que nem sempre o vinho mais caro é o melhor para seu paladar.

Fonte: fazfacil.com.br (com adaptações)

Anúncios