Uma alimentação balanceada e saudável é fundamental para uma maior qualidade de vida. É claro que o vinho também pode fazer parte dessa dieta.

A preocupação com a forma física, aliada à saúde e ao bem estar mental, é um hábito que cada vez pessoas vêm assumindo, principalmente, diante da correria do dia a dia, em que as exigências com desempenho e o nível de stress aumentam a cada dia.

Todos nós sabemos que a prática de atividades físicas é fundamental e a grande aliada é uma alimentação balanceada, chamada também de fitness, que combina alimentos saudáveis a ingredientes específicos, ajudando a melhorar o desempenho durante o exercício.

Sendo assim, uma refeição fitness terá, por exemplo, alimentos ricos em antioxidantes (laranja, melancia, tomate, abóbora, brócolis, espinafre), proteínas (peixes, frango, ovos), e carboidratos de baixo índice glicêmico (batata-doce, arroz e massas integrais).

Mas e o vinho, onde ele entra nessa história? Além do prazer de ter uma taça acompanhando a refeição, nossa bebida preferida tem propriedades antioxidantes e auxilia na digestão. Consumido com parcimônia, o vinho pode perfeitamente ser incluído nessa dieta. A cada taça com 150 ml de vinho, você consome cerca de 150 calorias e 2 g de carboidratos.

Quanto à harmonização com comida saudável, basta seguir o caminho básico de qualquer combinação desse tipo, ou seja, equilibrar nos pratos e nos vinhos elementos como peso x peso, acidez x acidez, doçura x acidez, ardência x doçura.

  • Massas integrais com molho de tomate

    Receitas à base de grãos integrais como massas e pães, arroz integral, molho de tomate, por exemplo, buscam a companhia de tintos leves ou de médio corpo.

  • Carnes brancas, legumes e verduras

    Para pratos com frango, peixes de carne branca, saladas, legumes, ou seja, os mais leves, delicados e aromáticos, o acompanhante ideal é um vinho branco com boa acidez e peso leve, como um Pinot Gris, um Sauvignon Blanc ou um Vinho Verde.

  • Peixes mais tenros

    No caso de peixes como atum, salmão e bacalhau, os de carne avermelhada ou de textura mais firmes, vão bem com tintos leves, brancos encorpados e com os rosés.

Fonte: sommelierwine.com.br
Anúncios