adjetivos do vinhoVocê… gosta de vinho, mas quando encontra aquela turma que só fala palavras bonitas, fica meio sem jeito… seus problemas acabaram. Pois você pode usar adjetivos para falar sobre vinhos com propriedade, assim fica bonito também no meio da turma. Veja só.

Você já foi pego de surpresa naquela conversa entre amigos que entendem muito de vinho? Ou já lhe faltou vocabulário em alguma reunião importante com seu cliente apreciador desta bebida? Pois bem! Entender quando um vinho é considerado doce, seco ou suave é uma tarefa simples para os experts no assunto! Mas se você quer ser  um bom enólogo, você precisa falar com propriedade quando o assunto for vinho! Para te ajudar nesta tarefa, aqui vão alguns adjetivos para você impressionar e mostrar que domina o assunto!

“Hum, este é um belo vinho amanteigado!”

Vinhos amanteigados são aqueles que após envelhecerem durante muitos anos em barris, acabaram passando por uma fermentação que deixa o vinho com um gosto semelhante ao de manteiga derretida. Esta é uma característica exclusiva dos vinhos brancos.

“Acho que esta refeição combina com um vinho áspero.

Sim, este adjetivo está diretamente ligado à textura do vinho. Os vinhos ásperos são aqueles cujo teor alcoólico e de acidez são elevados. Ao dar um gole em um destes vinhos, seu paladar terá uma sensação de dureza e secura. Estes vinhos são assim porque ainda não tiveram seus taninos amaciados.

Vinhos aveludados são meus favoritos!”

Esta classificação se refere aos vinhos macios e viscosos. São vinhos que possuem uma textura agradável e suave, assim como o veludo. Pode-se dizer que a percepção de quem degusta estes vinhos é oposta à proporcionada pelos vinhos ásperos.

“Que delícia! Este vinho está bem equilibrado!”

Um bom vinho equilibrado é aquele que apresenta harmonia em sua composição. Ou seja, equilibra tanino, acidez, álcool e açúcar sem que um elemento sobreponha o outro.

“Sou amante dos vinhos frutados!”

Estes vinhos são aqueles que exalam um agradável aroma de frutas. Contém nuances olfativas de uma ou mais frutas. Em geral pêssego, maçã, cassis ou cereja.

Vinhos terrosos me trazem boas lembranças.”

Você já bebeu algum vinho cujo aroma ou sabor lhe remeteu no mesmo momento à terra ou algo proveniente do solo? Estes são os vinhos terrosos. Geralmente o aroma é do solo correspondente à safra do vinho.

“Qual a cor daquele vinho verde?”

A pergunta pode soar estranha, mas a palavra “verde” não faz referência à cor do vinho. Afinal, você se lembra de já ter visto algum vinho esverdeado? A classificação dos vinhos quanto a cores pode ser apenas tinto, branco ou rosé.

Um vinho verde pode se referir a dois tipos diferentes de vinhos. Pode ser um vinho português da região dos Vinhos Verdes. Mas também pode se referir a um vinho que deve ser consumido ainda antes de amadurecer. Um tipo de vinho leve, pouco alcoólico, digestivo e bastante requisitado.

“Quantos anos tem este vinho envelhecido?”

Esta classificação de vinhos se refere àqueles que precisam passar um tempo em barris ou garrafas até amadurecerem e ficarem prontos para o consumo. São vinhos que costumam ficar guardados em média 10 anos antes de serem consumidos. Por esse motivo seus rótulos são mais caros.

Estes já são alguns bons adjetivos para você começar praticando em suas próximas reuniões. Seja criativo e surpreenda seus amigos ao falar com propriedade quando o assunto for vinho, seja em um jantar com amigos/negócios. Já pensou esse vocabulário em um jantar romântico? A pessoa amada ficará impressionada!

Fonte: http://estilohyatt.com.br/ (com adaptações)
Anúncios