correr_tosse

O tempo seco do outono e do inverno representa um desafio a mais para quem corre. Quando o atleta sofre com algum tipo de doença respiratória, como asma, rinite ou sinusite, pode-se dizer que esse desafio é maior ainda: tosse, nariz entupido, chiado no peito e falta de ar surgem facilmente, interferem na respiração e podem minar sua disposição para treinar.

Ninguém está impedido de correr porque tem algumas dessas doenças – pelo contrário: como a prática fortalece a musculatura envolvida na respiração e melhora a capacidade cardiorrespiratória, é indicada para ajudar na prevenção e no controle de problemas. “Mas é preciso contar com acompanhamento médico adequado, tanto para evitar que os exercícios prejudiquem o tratamento quanto para não deixar que possíveis crises atrapalhem o rendimento na corrida”, avisa José Eduardo Pompeu, professor de running da academia Bodytech.

Conheça seus inimigos
Apesar de distintos, todos esses males possuem complicadores em comum: frio, poluição e variações bruscas de temperatura. Antes de saber como se proteger deles, vale entender melhor cada doença:

Asma É a inflamação dos brônquios (canais que se ligam aos pulmões), geralmente desencadeada por mudanças bruscas de temperatura e exposição a agentes irritantes (como poluentes e substâncias químicas ou com cheiro forte). A inflamação provoca inchaço dessas estruturas e compromete e entrada e saída de ar dos pulmões, levando a formação de muco, falta de ar, tosse e chiado no peito. Bronquite é uma espécie de termo leigo para asma, já que também se refere à inflamação dos brônquios.

Sinusite Inflamação da mucosa dos seios da face (cavidades ao redor do nariz), que obstrui a passagem do ar e gera dificuldade para respirar, dor de cabeça e febre, em alguns casos.

Rinite Consiste na inflamação na estrutura do nariz, que pode ser causada por uma reação alérgica a poluição, poeira, certos odores e pelos de animais. Provoca sintomas como espirros, nariz entupido, coriza (nariz escorrendo) e coceira nos olhos, no nariz e na garganta.

Fonte: suacorrida.com.br
Anúncios